sábado, dezembro 31, 2011

Os Verdadeiros Sacrifícios da Alma




-Irmãos as leis divinas não nos pedem sofrimentos, não castigueis o corpo, pois ele é o instrumento da alma que nos servira de abrigo crescimento e redenção, castigueis sim o vosso orgulho e egoísmo para que ele se converta em humildade e resignação.
-Que façamos sim o jejum das maledicências, o voto de silencio das ofensas, acalmando nossos ânimos, em favor da paz.
-Que meditemos com certeza acerca, do que pensamos, para que nossas atitudes exemplifiquem os ensinamentos de Jesus, onde deixaras nos caminhos por onde passares as mesmas pegadas do Cristo.
-Que possamos sim nos isolar em retiros de crianças e idosos, retirando deles a tristeza da solidão, que ao nos isolarmos a eles cresça em nos o espírito de fraternidade universal, aceitando os conselhos de Paulo que nos diz; viveis como vivem os homens de vosso tempo, não afastemos de nós a oportunidade de sermos luz onde haja trevas.
-Que todos os nossos sacrifícios sejam para vencer a nós mesmos, perdoando as ofensas que nos fazem, e resistindo contra todo o mau.
-Que possamos sim fazer ofertas a DEUS, sendo como uma vela iluminando através dos exemplos de amor emanados do nosso próprio ser, mas se ainda queres agradar a Deus, reconcilia-te com teu adversário.
-Irmãos cuidem de vosso corpo, pois é com ele que descobrimos as sensações do abraço afetivo de pai e Mãe,
É com o nosso corpo que vislumbramos toda a natureza, é com ele que nos expressamos quando estamos apaixonados é com ele que experimentamos todos os sentidos da vida é através dele que expressamos nossas alegrias e gestos de amizade.
-Que todos nós possamos nos abster de todo ódio e desejo de vingança, confiando na justiça de Deus, que nos permite aprendermos a amar cada vez mais.