sábado, janeiro 29, 2011

Mensagem do espirito "Marius"



Do Amor ao Próximo do Amor a ti Mesmo

Ama o teu próximo como a ti mesmo, mas não confundas o teu amor a ti mesmo com o teu amor ao próximo. Teu amor ao próximo deve ter em mente o bem dele, e tão somente o bem dele.
Se o supões obrigado a seguir os teus padrões e os teus caminhos, se o julgas incapaz de caminhar por si mesmo e achas que só tu sabes todos os porquês, os ondes e os quandos, então, não amas o teu próximo, amas a ti mesmo, ao teu ego, aos teus interesses pessoais na figura dele.
Ama o teu próximo e deixa-o viver; ama o teu próximo e deixa-o ser; ama o teu próximo e cresce com ele; ama o teu próximo e estimula nele as potencialidades divinas com que foi criado; ama o teu próximo e deseja para ele o crescimento e a felicidade que desejas para ti.

Ama o teu próximo mas não faças do teu amor um fardo que ele não possa suportar; teu amor deve ser para ele não o jugo que escraviza, mas a asa que liberta.
Ama o teu próximo mas não te projetes nele; lê nele um livro que não lerás em mais ninguém; cada um de nós é um compêndio único, é um repositório singular de ensinamentos. Lê em ti, lê em teu próximo e, dia a dia, descobrirás as maravilhas da Vida.
Ama a ti mesmo. Ama-te mas não te idolatres. Se não amares a ti mesmo não poderás amar o teu próximo, mas, se idolatrares a ti mesmo, ignorarás o resto da Humanidade. Isto te será pior do que o claustro ou a prisão.
Ama-te para que possas amar os outros. Respeita-te ou não respeitarás a mais ninguém, a mais nada.



(Do livro VIVÊNCIAS, volume 1, pelo Espírito Marius, psicografia do médium Luiz Antônio Millecco).

Mensagem O PEDIDO

                                                       
                                   
Acabava a humilde caravana o serviço da noite. Era dia vinte e quatro de dezembro.
 Havia-se distribuído bênçãos e messes por toda parte.
As famílias celebravam o Natal com a mesa farta.
Nosso Espírito sentiu de longe o chamado de uma alma. Descemos as camadas mais densas e com cuidado verificamos que o pedido partia de uma criança.
Deitada de barriga para baixo procurava enganar a fome, levando a boca um pedaço de pano umedecido em líquido que logo identificamos tratar-se de groselha. Com certeza a criança havia encontrado na rua, e guardara no bolso da calça rasgada para alimentar-se à noite.
O barraco humilde era o reflexo das condições paupérrimas da família que se restringia a mãe e filho.
Em sua prece, ele assim se explanava:
- Senhor! Jesus, nada tenho para repartir. Senão um paninho de groselha.
Mas hoje, pude fazer algo pelo Pedrinho, que precisou de um amigo para segurar a sua mão, quando se acidentou. Enquanto corria das autoridades, porque havia pegado um pedaço de pão a fim de alimentar seus cinco irmãos.
Minha mãe está doente, eu te peço Jesus, que a cure porque posso ficar sem nada, para beber ou comer, eu não quero roupa nova, ou qualquer brinquedo.
Eu quero é a saúde da mãezinha!
Nada peço para mim, que seja esse o presente para meu coraçãozinho sofrido.
Ajoelhei-me ao lado daquela criança, abracei-a lembrando dos meus próprios filhos, que um dia Deus, concedeu a minh'alma, e procurei ser fonte para o Cristo.
A mãezinha que ardia em febre sentiu a alma renovada.
Jesus havia visitado aquele casebre de zinco no morro do esqueleto.
Pela primeira vez em meus quarenta decênios de desencarnado, eu havia dado de mim na noite de Natal, e recebido o mais belo presente.


Bezerra de Menezes
(Mensagem recebida pelo médium Lívio Rocha Barbosa na reunião pública de psicografia do Grupo da Prece - Rio de janeiro, RJ, na tarde de 7 de dezembro de 2010).






sexta-feira, janeiro 28, 2011

Mensagem "Em favor do Amor"

                           

                        Em favor do amor

   Trabalhemos hoje na busca do Amor, todos os nossos desafios visam nos levar para os caminhos do Amor.
 Todos nós dificultamos nossa caminhada quando promovemos perseguições e criticas, condicionando-nos em vales de queixas e magoas,e que causam em nós muitas cicatrizes.
 Agindo desta forma criamos dentro de nós, um reservatório de tormentos e muitas angustias, onde se faz sempre necessário batalharmos em favor do amor.
Irmãos! É nos caminhos do amor que iremos nos libertar de todas as angustias que habitam em nosso ser, e que impedem a nossa felicidade e crescimento espiritual.
 Alma querida não te permita sofrer tanto,a cura esta em tuas mãos, e a ajuda sempre vem para aquele que consegue rompe com os seus ideais de ódio e vingança, por isso em favor do amor procuremos caminhar nas pegadas de Jesus.




(17-09-10 ) !!! D.A.R